Blog
Leia diversos conteúdos de apoio da Conta-Mais

O convívio dentro de casa durante a pandemia

De repente o mundo se viu diante de uma pandemia; o novo coronavírus fez com que pessoas em todo o mundo se isolassem socialmente como forma de amenizar o contágio. E essa convivência intensa, sem previsão de término, trouxe um novo desafio aos casais e famílias, o de manter o bom convívio e a relação firme diante de uma situação global em que as emoções estão super intensificadas. Para se ter ideia dos impactos disso, uma cidade na China (Xi’am, capital da província de Shaanxi), registrou número recorde de pedidos de divórcio, segundo uma publicação da BBC News.

Você já reparou que em situações que nos geram medo temos duas possibilidades de respostas, a luta ou fuga? Então, nesses momentos é difícil adotarmos uma postura receptiva e amigável com nossos parceiros e naturalmente, tendemos a reagir de forma mais automática e instintiva.

A mudança drástica e repentina nas nossas rotinas, daquilo que nos é familiar e temos controle e, a perda de envolvimento em atividades importantes para o equilíbrio emocional como o trabalho, o encontro com amigos, a prática de esportes e momentos de lazer específicos, geram preocupação, tensão, ansiedade e incerteza. Nesse tempo é comum sentir na relação, o peso dessa convivência intensa. Mas não se desespere, é possível manter a paz, tendo algumas considerações importantes para esse período de quarentena.

– Comunicação assertiva — Geralmente a falta de comunicação representa um grande problema nos relacionamentos, em tempos de quarentena então, a necessidade de diálogo é essencial para evitar conflitos.

É importante que cada um diga ao outro o que precisa e deixe bem claro o motivo; não espere que o seu parceiro “adivinhe” o motivo de sua chateação.

Existem formas bem gentis de comunicar, mesmo sendo algum assunto que desagrade o outro. Evite ser ofensivo ou explosivo ao se expressar durante os conflitos. Nesse sentido, a respiração profunda pode ser empregada, uma vez que, ajuda a acalmar o sistema nervoso do modo de fuga ou luta para um modo mais reflexivo e tranquilo para reagir.

– Evite resgatar brigas ou ressentimentos — O momento não é propício para isso e nem para cobranças em excesso. Agora não é hora de despejar todas as suas frustrações da relação que vem guardando há 3 anos. É o momento de sermos compassivos e pacientes.

– Seja empático — Se você está sob tensão e sofrendo com a situação, é provável que o seu parceiro(a) também esteja. Mesmo que sejam os sentimentos sejam expressos ou sentidos de forma mais ou menos intensa que a sua. As pessoas lidam de formas diferentes com seus medos e ansiedades.

– Respeite o trabalho um do outro — Se estão trabalhando em casa nesse período, estabeleça um cronograma que funcione para ambos.

– Gerencie as tarefas — Muitos conflitos surgem pela falta de parceria entre o casal. Afinal com os dois em tempo integral em casa, quem será o responsável por cuidar das crianças? Quem cuidará da limpeza? Quem preparará as refeições? Certifiquem-se de ambos assumirem responsabilidade pela casa e pelos filhos. Uma divisão de tarefas pode ser uma opção, mas para que ninguém se sobrecarregue, vale adotar uma solução racional, como um planejamento alinhado a carga horária de trabalho de ambos.

Saiba mais: Utilize meu cupom CELSO10 e tenha acesso as aulas sobre Psicologia do Investimento e diversos outros temas de Educação financeira com desconto!

Compreenda que para o parceiro (a) que está acostumado a passar o dia inteiro no trabalho e de repente se vê na situação de ter que “parar de trabalhar para fazer tarefas domésticas diárias”, diante de uma ameaça econômica de recessão e desemprego, pode ser extremamente estressante.

– Estabeleçam um horário para o bem-estar — É importante relaxar, fazer algo que você goste, ter um tempo sozinho. Também podem usar esse momento para fortalecer os laços do casal, envolvendo-se em pequenos projetos que ambos podem desfrutar. O ideal é que seja algo que os deixem em sintonia, o vínculo pode ser fortalecido nesse tempo. Valorizem o fato de que, afinal, ter alguém para enfrentar juntos esse contexto assustador é reconfortante.

– Mantenha contato com os amigos e familiares — Aproveitem as ferramentas da era digital para conversarem com amigos e familiares; pois a diminuição da distração e interação social contribuem para surgimento de conflitos.

Tenha em mente que nem todos os sentimentos negativos estão, de fato, relacionados ao casal. Estamos diante de um contexto de perigo a nossa saúde física (pela contaminação do covid-19), insegurança financeira e desordem de rotina; esses fatores refletem na forma que você se relaciona com seu parceiro(a). E por mais difícil que pareça agora, se quiserem manter a paz, busquem juntos renovar o compromisso diário de escolher com que a relação dê certo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A Conta-Mais foi criada para encurtar o seu caminho no mercado financeiro. Aprenda diversos temas de forma objetiva com profissionais experientes, tudo isso com a facilidade de um ambiente digital que pode ser acessado a qualquer hora e em qualquer lugar!

CNPJ: 33.372.732/0001-61 – CONTA-MAIS